Tags
Destaque

Em defesa de uma opinião pública democrática

​ Livro orga

O livro se divide em três partes. A primeira, com um viés mais teórico e conceitual, construída sob a forma de diálogos: o primeiro, com dois filósofos que frequentam a vanguarda das tradições da cultura do republicanismo democrático, Newton Bignotto e Helton Adverse. O segundo, um diálogo como professor Leonardo Avritzer, uma liderança acadêmica na área dos estudos sobre democracia participativa.

A segunda parte busca identificar as origens históricas do déficit da opinião pública democrática, desde a chamada revolução de 30 até os dias de hoje. Conta com textos de Aloysio Castelo de Carvalho ("Imprensa e opinião pública no Brasil: uma retrospectiva histórica); Ana Paola Amorim ("Os enigmas da herança do primeiro período Vargas na radiodifusão brasileira: a ausência do público"); Venício de Lima ("Normas legais da comuicação social: interesse privado vs. interesse público") e Bia Barbosa ("A comunicação como um direito e e espaço público midiático").

A terceira parte procura pensar experiências recentes na América Latina e sobre a aprovação, no Brasil, do Marco Civil da Internet. São dois textos, um de Dênis de Moraes ("Batalhas pela diversidade: o que se aprende com as experiências latino-americanas") e Sérgio Amadeu da Silveira ("Regulamentação e liberdade na rede: o Marco Civil da Internet").

Em sua apresentação, a obra traz o seguinte:

“A maioria dos brasileiros, nos últimos anos, sem desertar de suas conviccções democráticas, mas em razão mesmo delas, já construiu amplamente um diagnóstico crítico do modo de funcionamento do atual sistema político no Brasil e anseia por reformas políticas. há muitas evidências de que já está se firmando a consciência de que também o sistema de comunicação social – privatizado, altamente concentrado e oligopolizado – não serve à democracia do país e precisa ser regulado a partir de princípios republicanos e pluralistas. (...)Em suas razões, argumentos, pesquisas e polêmicas, este livro se propõe a enriquecer o entendimento de que lutar pela liberdade de expressão já é, em si mesmo, uma expressão da liberdade”.

Organizadores

© 2015 - CERBRAS UFMG

  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W